CÂNCER É DEFICIÊNCIA E NÃO DOENÇA



Otto Heinrich Warburg foi um dos maiores nomes da medicina no século 20. Ele ganhou o Prémio Nobel em 1931, mas teve no total 47 indicações para receber essa premiação ao longo de sua vida.

Com o estudo “A causa principal e a prevenção do câncer ”, de 1923, o médico alemão prova de forma consistente que a causa do cancro é a deficiência de oxigênio e que as células cancerígenas alimentam-se de açúcar.

Ele disse: “Para o câncer, há apenas uma causa nobre. Resumida em poucas palavras, a principal causa do cancro é a substituição da respiração de oxigênio nas células normais do corpo por uma fermentação do açúcar”.


A deficiência de oxigénio leva o corpo humano a um estado de acidez.

Dr. Warburg também descobriu que as células cancerígenas são anaeróbias (não respiram oxigénio) e não podem sobreviver na presença de altos níveis de oxigénio, como é em um estado alcalino.


Segundo o prémio Nobel de Medicina, “Todas as células normais têm uma exigência absoluta de oxigénio, mas as células cancerígenas podem viver sem oxigénio – uma regra sem excepção”.

Ele também destacou: “Prive uma célula de 35% do seu oxigénio durante 48 horas e ela pode tornar-se cancerígena”.

A nossa dieta desempenha um papel fundamental na manutenção de níveis adequados do pH do corpo.

Um pH equilibrado significa o equilíbrio de ácido e alcalino em todos os fluidos e células do organismo.

Exemplo do  PH das águas de consumimos







Para ser saudável e imune a doenças, o nosso corpo deve equilibrar o pH do sangue a um nível ligeiramente alcalino de 7,3.

Infelizmente, a dieta do homem moderno consiste principalmente de alimentos tóxicos e formadores de ácido, como carnes e açúcares processados, grãos refinados e organismos geneticamente modificados.

Isso leva a um pH ácido, ou seja, a um sangue intoxicado.

A acidez do pH pode interromper as funções e atividades celulares.

Se ficar excessivamente ácido, o pH pode levar a queda na imunidade e a muitos problemas graves de saúde, como cancro, doenças cardiovasculares, diabetes e osteoporose.

Se mantiver o seu corpo num estado de acidez por um longo período de tempo, ele vai acelerar fortemente o envelhecimento.

Podemos sintetizar o que dr. Otto Warburg descobriu da seguinte forma: a maioria dos problemas de saúde surge devido à acidez do sangue.

E parasitas, bactérias patogênicas, vírus e fungos como a cândida prosperam em ambientes ácidos.

Por outro lado, um ambiente alcalino neutraliza bactérias e outros agentes patogénicos.

A melhor forma de alcalinizar o corpo é, em resumo, pela alimentação saudável.

As folhas ricas em clorofila, o limão, o pepino, a cebola e o alho (todos crus) são poderosos alcalinizantes.




Se quiser dar um impulso na alcalinização, aí vão duas ótimas receitas:

RECEITA 1




Ingredientes

1/3 colher (chá) de bicarbonato de sódio (use o vendido em farmácias)
2 colheres (sopa) de sumo de limão espremido na hora

Como preparar

Coloque o sumo de limão no copo e vá adicionando o bicarbonato de sódio aos poucos.
A combinação de ácido/base começará imediatamente e ferver, aquela reação típica de efervescentes.
Continue a adicionar bicarbonato de sódio até que o ferver pare.
Em seguida, encha o copo com 200mL de água.
Hipertensos, por causa do bicarbonato, não devem consumir esta bebida alcalina.
Para eles, o melhor é a receita seguinte.


RECEITA 2


Ingredientes

2 litros de água
1 limão

Como preparar


Ponha 2 litros de água numa jarra.
Corte 1 limão em 8 partes, sem espremer e sem tirar a casca.
Deixe descansar durante 8 horas.